Moradores participam de ação comunitária para castração de animais

Fim de semana, dias 29  e 30 de abril a equipe do Dr. Marcio Ferrazzoli (Anjos da Guarda – São Paulo), nos visitou para mais um mutirão de esterilização de animais. Desta vez foram  54, somados aos 834 anteriores, totalizamos  888 animais, observando que algumas fêmeas seriam óbitos caso não fossem castradas. Um número expressivo para uma vila de 5.000 habitantes. Estamos fazendo paralelamente um trabalho de conscientização, para que a comunidade entenda a necessidade de controle e bom trato aos animais. No contexto do mundo atual, parece que grande parte da humanidade ainda não entendeu que nós desequilibramos a natureza e é nossa obrigação reencontrar um ponto de equilíbrio de forma racional. Por vivermos em uma área de proteção ambiental, nossos animais abandonados se tornam grandes predadores, – os chamados animais ferais e muitas vezes até os não ferais compartilham do predatório.

Nós da OSIG, como tantas outras organizações estamos fortemente empenhados nisso, mas necessitamos do empenho da sociedade como um todo. Você que está lendo este texto e possivelmente absorvendo com ironia, deveria repensar e quiçá, se associar à OSIG e fazer parte do todo.

O apoio para os custos melhorou, mas continua irrisório, especialmente na comunidade empresarial que é a maior beneficiada. Nesse sentido, somos mesquinhos e culturalmente encapsulados no individualismo, o que por certo nos levará ao colapso. Abra a cortina do horizonte e participe se quiser ter amanhã. O custo real deste evento seria de R$ 33.000,00, nós gastamos R$ 2.426,00. Não chega a 10% do valor real. Não vale a pena pensar? Ser mais um a ajudar?

Não concordamos com uma taxa fixa para cobrir os custos, para evitar que o mais necessitado não traga seu animalzinho, sempre acreditamos na cooperação dos que mais podem, no entanto o amorfo TRADE (que são os novos ricos), com raras exceções e sempre os mesmos, não colabora. Por enquanto a OSIG aumenta e assume seu déficit e vai pagando, não sabemos até quando. Neste mês teve luz no fim do túnel e cobriu as contas restando um pequeno saldo.

Esperamos também que o TRADE se manifeste em apoiar, finalmente ele é o grande beneficiado neste trabalho. Gostaríamos também de ter a oferta de dois apartamentos, espontânea, solicitar nos incomoda. Nosso universo de 1.300 UH no Abraão, só necessitamos de dois apartamentos. Também não podem ser sempre os mesmos. Você que é do TRADE e é do pequeno grupo do bem, nos ajude a pressionar o grupão dos amorfos sociais. Façamo-los entender como deveria caminha a sociedade!

Nossos agradecimentos a todos que contribuíram e a equipe de voluntário que ajudou apoiando às cirurgias. Este trabalho começa pela avaliação do animal, anestesia, assepsia, cirurgia, observação e recomendações, para então, ter o retorno ao dono. No caso de animais sem dono, convalescem na sede da OSIG até poder dar-se destino compatível. Normalmente as doações dos animais são bem aceitas, visto o animal já estar castrado.

Desculpas pela minha impaciência, mas é dureza lidar com uma comunidade sem pensamento coletivo. – “Estou quase jogando a toalha”, nossa equipe está exausta!

IMPORTANTE: assista o pequeno filme para sua avaliação no link  https://www.youtube.com/watch?v=Z4KadRBusGw – Ilha grande proteção animal – educação ambiental – YouTube

N. Palma

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *